PORTO VELHO É REFERÊNCIA NACIONAL NA DETECÇÃO DO CÂNCER UTERINO

Porto Velho e Curitiba foram as únicas capitais que alcançaram o mais alto percentual da meta anual (quase 100%) de detecção precoce do Câncer. Os dados foram divulgados pelo Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (Inca), por meio do “Primeiro Informativo Detecção Precoce de 2012”. O registro do Inca apresenta os dados parciais dos indicadores do programa Pacto pela Saúde, relativos ao controle dos cânceres do colo do útero e da mama em 2011 em todo o país. O relatório constata a qualidade da coleta do exame citopatológico do câncer do colo do útero. A quantidade de exames realizados é que permite essa certificação.

O indicador permite avaliar se a quantidade de exames ofertada para a população alvo foi suficiente para alcance da meta de cobertura do Pacto pela Saúde. A média esperada para esse indicador é 0,3, que pressupõe atingir 100% das mulheres elegíveis do programa, a cada três anos. Pouco mais de 60% da meta do Brasil para esse indicador foi alcançada.

O secretário municipal de Saúde de Porto Velho, Williames Pimentel, feliz com o relatório do Inca disse que o resultado é graças à ampliação e reestruturação da rede municipal de Saúde e citou que Porto Velho é o único município de Rondônia que tem laboratório próprio para o exame. E um dos poucos do Brasil com oferta na rede pública que não tem o serviço terceirizado. “Um reconhecimento vindo de uma das maiores autoridades no assunto é gratificante, pois demonstra que as políticas públicas estão acontecendo. A Saúde é um setor prioritário nesta gestão e posso afirmar que avançamos muito. Hoje realizamos o preventivo em todas as nossas unidades básicas de saúde. Temos enfermeiros pela manhã e pela tarde, e que depois de colher a amostra faz o devido encaminhamento para o Centro de referência de Saúde da Mulher e em cinco dias sai o resultado. Temos oito citologistas para a atender a demanda e é importante que seja ressaltado que a detecção precoce é que vai garantir logo o início do tratamento com grande chance de cura”, informou.

Exame mais detalhado

Pimentel explica que o município também possui hoje o serviço de colposcopia. Um exame para diagnóstico das lesões do colo uterino. “Com ele é possível determinar a localização, tamanho e extensão das lesões. É realizado como exame complementar ao exame de Papanicolau, quando este apresenta alteração ou quando o médico, ao fazer o exame clínico ginecológico, observa alguma alteração que mereça investigação, temos o exame no centro de Especialidades Médicas inaugurado recentemente”, disse Pimentel.

20 mil exames anuais

No início da administração do prefeito Roberto Sobrinho, haviam sido realizados 2 mil 754 exames preventivos. Em 2010, 18 mil e 495 exames. E a média no ultimo ano foi de 20 mil. O que revela que houve uma melhoria, extensão do atendimento e qualidade do serviço. “Temos 37 Unidades de Saúde em áreas rurais e 23 em áreas urbanas, todas estas estão equipadas para recolher o preventivo que será analisado no laboratório municipal que fica no Centro de Referência em Saúde da Mulher. Além disso, realizamos mutirões frequentemente tanto na região urbana quanto rural, para incentivar às mulheres a realizarem o exame preventivo”, enfatizou.

Peculiaridades

Segundo Pimentel, o câncer que mais mata em todo o país é o de mama. Em Rondônia devido às campanhas e demais ações municipais, principalmente na capital, que resultam no diagnóstico precoce muitas vidas são salvas. “Porém o câncer uterino tem média maior que a mamária. Isto porque a iniciação sexual é muito precoce e há uma multiplicidade de parceiros. Já diagnosticamos o câncer, por exemplo, em jovens de 24 anos”, relatou. Dados do Instituto Nacional do Câncer, apontam que estima-se que no Brasil apareçam 18 mil novos casos e 500 mil no Mundo. “Por isso é importante o exame preventivo, pois lesões de baixo e médio grau geram câncer”, afirma.

Reforço na detecção

O secretário anunciou a compra de dois equipamentos de videocolposcopia, um aparelho que permite o exame do colo do útero e da vagina com aumento de até 40 vezes e transmite as imagens obtidas para um monitor de vídeo. “Tanto o médico como a paciente verão pelo monitor como está a lesão detectada, permitindo que o profissional oriente o melhor tratamento”, observou. O equipamento tem uma microcamera acoplada a um colposcópio, que permite o exame do colo do útero em maior detalhe. As imagens obtidas são transferidas para um sistema de vídeo, onde as mesmas podem ser gravadas, armazenadas e impressas. Com o aparelho é possível identifica a presença de lesões suspeitas, avaliando sua localização, caráter e extensão, realizar biópsia dirigida, evitando biópsia desnecessárias e acelera o diagnóstico e permite um acompanhamento preciso depois do tratamento de lesões. “Por essas razões, a colposcopia é uma técnica essencial tanto para a prática oncológica em geral, como para a ginecológica e o Município que já deu um grande salto na detecção de câncer, se tornará ainda mais referência nesta área para todo o país”, complementou.

Agradecimento

Pimentel agradeceu e parabenizou todos os profissionais de saúde do município, que atuam na defesa da saúde da mulher. “Cada profissional que trabalha nas campanhas, na divulgação da importância do exame preventivo, nos mutirões, nas unidades de saúde orientando e efetivando o exame, está de parabéns. Todos vocês estão contribuindo para a qualidade de vida das mulheres do nosso município”, finalizou.

Fonte: http://www.tudorondonia.com

 



Av. dos Andradas, 3323 - Sala 804 - Sta Efigênia - B.Horizonte
Tel.: (31) 2510-3355 e (31) 2510-3311
Próximo ao Hospital Militar, estacionamento pela Av. Contorno
Como Chegar
Veja no Google Maps como
chegar em nossa clínica