MULHERES E NOVELOS: DESENTRELAÇANDO A ENDOMETRIOSE E A MATERNIDADE

Mulheres e novelos: desentrelaçando a endometriose e a maternidade (Factash Editora). Livro de diversos autores organizado por Tatiana Passos Zylberberg, doutora em Educação Física pela Faculdade de Educação Física (FEF) da Unicamp, foi lançado com palestra no dia 16 de agosto de 2013 no Salão Nobre da Faculdade de Educação (FE).

A publicação reúne narrativas sobre a Endometriose, experiências vividas e percursos reflexivos, diversos emaranhados de mulheres reais que desejam, lutam e constróem relações diversas com a maternidade. Reúne ainda, contribuições de especialistas em Direito, Nutrição e Educação Física, como também apresenta relatos sobre a inseminação na terceira idade e a adoção.

A primeira parte do livro é composta por textos autobiográficos, que buscam identificar e desentrelaçar vários aspectos da endometriose e da maternidade. A segunda, que traz a experiência de um casal sexagenário, ilustra que um encaminhamento cuidadoso e multidisciplinar pode ter êxito num tratamento de inseminação.

Outra história, também presente na publicação, descreve de forma reflexiva, a escolha pela adoção. A contribuição de especialistas em Direito, Nutrição funcional, do Exercício físico sistemático e uma pesquisa fenomenológica sobre o corpo gestante é o conteúdo da terceira parte da publicação. Na quarta parte, textos curtos pontuam aspectos centrais de reflexão sobre a importância do desentrelaçamento da endometriose e maternidade.

Os autores do livro são: Ana Elvira Wuo, Carla Dolores, Claudia Vasconcellos, Débora Cunha Romanov, Emanuelle Chiaradia Navarro Mano, Giordana Martins, Ina Cecília Kanso, Karla Cristina Alves da Silva Amer, Márcia Chaves-Gamboa & Silvio Sánchez Gamboa, Sara Petrachi Passos Zylberberg, Selma Beletatti Rocha, Tatiana Passos Zylberberg (Org) e Tatiane Azeredo Boff.

"Uma possibilidade de aprender sobre a endometriose e, como conviver com ela, é escutando histórias reais. Mulheres e profissionais-colaboradores escreveram esta obra coletiva com uma missão comum: informar, refletir e instigar mulheres e homens, médicos e médicas, familiares e amigos, para que não sejamos todos tão leigos sobre este tema. Apesar da endometriose não possuir potencial de malignidade como o câncer, esta moléstia tende a progredir e prejudicar a saúde e, inclusive, a fertilidade feminina. A ciência médica pode ainda não saber a causa, nem a cura da endometriose, mas esta doença não pode continuar tão silenciosa, soltemos a nossa voz”. Tatiana Passos Zylberberg.

Informações: aranha.mariana@gmail.com

Fonte: Unicamp

 



Av. dos Andradas, 3323 - Sala 804 - Sta Efigênia - B.Horizonte
Tel.: (31) 2510-3355 e (31) 2510-3311
Próximo ao Hospital Militar, estacionamento pela Av. Contorno
Como Chegar
Veja no Google Maps como
chegar em nossa clínica