INSTITUTO GANHA EQUIPAMENTOS PARA PESQUISAS EM REPRODUÇÃO ASSISTIDA

A partir de agora, pacientes que necessitam de atendimento diferenciado em reprodução assistida, a preços acessíveis, podem encontrar novas oportunidades de pesquisa e tratamento na Grande São Paulo. O Instituto Ideia Fértil, uma organização sem fins lucrativos ligada à Faculdade de Medicina do ABC, recebeu dois equipamentos de alta tecnologia que permitem mapear o DNA e, desta forma, descobrir alterações genéticas ligadas à infertilidade feminina e masculina.

Avaliados em R$ 600 mil, os equipamentos foram doados pela Merck Serono e têm como função a prática da medicina personalizada na área da Reprodução Humana Assistida, permitindo pesquisas e tratamentos mais avançados para problemas ligados à infertilidade conjugal, incluindo pacientes portadoras de endometriose.

Com isso, o Instituto Ideia Fértil passa a ser a única organização sem fins lucrativos do Brasil a dispor de um equipamento sequenciador de DNA, uma vez que apenas as clínicas particulares têm esta estrutura. De acordo com o presidente do Instituto Ideia Fértil, o Prof. Dr. Caio Parente Barbosa, com a chegada dos novos sequenciadores de DNA, o atendimento às necessidades dos pacientes será ainda mais completo e avançado, sempre tendo em mente que a missão do instituto é oferecer tratamentos de fertilidade a um custo acessível, que pode ser até 70% menor que os preços cobrados pelas clínicas particulares.

"Oferecemos diversos atendimentos destinados à fertilidade, que abrangem casais com infertilidade conjugal ou pacientes com câncer, envolvidos em quimioterapia e radioterapia. Além disso, tratamos portadores de infecções virais crônicas que têm o desejo de ter filhos sem o risco de contaminar o parceiro. A procura pelo Instituto é grande. Em média, atendemos 500 novos casais por mês em busca da realização da maternidade e paternidade", afirma o Prof. Dr. Caio.

Uma pesquisa que está sendo desenvolvida em parceria pela Faculdade de Medicina do ABC e o Instituto Ideia Fértil busca identificar alterações genéticas que possam prejudicar a fertilidade e, consequentemente, os resultados dos tratamentos de reprodução assistida.

De acordo com a geneticista Dra. Bianca Bianco, professora da pós-graduação da faculdade citada, existem grupos de genes que podem afetar a resposta do organismo à estimulação ovariana, procedimento utilizado em casos de infertilidade. "Sem realizar o sequenciamento dos genes para identificar essas alterações, a resposta ao tratamento é muito variável e difícil de ser prevista, podendo ser satisfatória ou causar a síndrome de hiperestimulação ovariana, uma complicação grave e potencialmente fatal na fertilização in vitro.

Esses equipamentos de alta tecnologia trazem enormes ganhos à pesquisa relacionada à fertilidade", conclui Dra. Bianca Bianco. Além dos tratamentos de baixo custo, o Instituto Ideia Fértil realiza uma série de atendimentos gratuitos ao longo do ano, a partir de triagem feita pela equipe multidisciplinar.

Fonte: R7

Av. dos Andradas, 3323 - Sala 804 - Sta Efigênia - B.Horizonte
Tel.: (31) 2510-3355 e (31) 2510-3311
Próximo ao Hospital Militar, estacionamento pela Av. Contorno
Como Chegar
Veja no Google Maps como
chegar em nossa clínica