FREIRAS DEVEM TOMAR ANTICONCEPCIONAL, DIZ ESTUDO

Se existe um grupo de mulheres que não precisa se preocupar com o controle da natalidade, ele certamente é (ou deveria ser) o das freiras católicas que fizeram voto de castidade para melhor servir a Deus. Mas, em um estudo publicado esta semana na revista Lancet, pesquisadores australianos afirmam que o uso de contracepctivos pode fazer bem à saúde das freiras, diminuindo a incidência do câncer de mama, útero e ovários.

Kara Britt, da Universidade de Monash, e Roger Short, da Universidade de Melbourne, que coordenaram a pesquisa, afirmam que as mulheres que optam por não ter filhos são mais propensas a desenvolver células cancerosas porque, ao longo da vida, têm mais ciclos menstruais. Segundo eles, quanto mais menstruamos na vida, maior é a chance de desenvolvermos cânceres. No caso dos cânceres de mama, isso acontece porque as alterações hormonais de cada ciclo expõem o tecido mamário a altas doses de estrogênio, o que aumenta o crescimento de células cancerosas. No caso dos tumores de ovário,o estresse físico de ovular uma vez por mês danificaria os tecidos, facilitando o crescimento anormal das células. Segundo Kara, seus estudos mostram que mulheres que tomam pílula têm incidência de câncer de endométrio e de ovário 60% menor em relação às demais.

Ou seja, se o Vaticano realmente prezar pela saúde de suas celibatárias, não apenas deve liberar como fornecer pílulas anticoncepcionais para as freiras. A Igreja Católica, no entanto, rejeita qualquer forma de contracepção artificial e teme que abrindo precedentes para diminuir a incidência de câncer, vá estimular e disseminar o uso da pílula. Kara Britt pretende fazê-los mudar de ideia, dentro de algumas semanas, quando apresentará os resultados de seus estudos, durante uma conferência internacional, em Roma, bem pertinho do Papa. Será que ela vai conseguir?

Fonte: http://www.revistamarieclaire.com

 



Av. dos Andradas, 3323 - Sala 804 - Sta Efigênia - B.Horizonte
Tel.: (31) 2510-3355 e (31) 2510-3311
Próximo ao Hospital Militar, estacionamento pela Av. Contorno
Como Chegar
Veja no Google Maps como
chegar em nossa clínica